O Fantasma de Dona Zileuda




Essa é mais uma das histórias verídicas que eu fiquei sabendo recentemente.

Claro que por motivos óbvios, jamais irei revelar o seu nome verdadeiro. E se por ventura, alguém ler essa história e ligar os fatos com o incidente real, eu apenas lhe direi o seguinte: qualquer semelhança e mera coincidência...

Dona Zileuda foi uma grande amiga de uma pessoa muito querida e próxima de minha família. Não posso entrar em mais detalhes, pois isso aconteceu há alguns meses atrás e esse assunto ainda está circulando entre os seus parentes. Ela morava em outra cidade, já estava aposentada há muitos anos e vinha sempre visitar a sua amiga aqui em Ouro Fino – MG.

Com o passar do tempo, Dona Zileuda adoeceu...

Por se tratar de ser uma pessoa idosa e sozinha, ela não podia contar com ninguém, ou seja, não existia esposo e nem filhos, pois nunca se casou. Precisou então, recorrer à ajuda de seus familiares mais próximos, indo morar com ela, o seu sobrinho querido de nome Rafael, ou melhor, o Rafinha.

Rafinha já era maior de idade e logo providenciou para sua tia, um cuidador de idosos, que prestaria um bom serviço sendo pago pelo dinheiro de sua aposentadoria.

Mas aos poucos, Rafinha notou que toda aquela rotina lhe trazia muita complicação para a sua vida e foi providenciando outro lugar para a sua tia ficar, ou melhor, uma espécie de hospital-asilo, mais conhecido por abrigo de idosos.

Dona Zileuda por sua vez, jamais queria sair de lá, pois ela amava a sua casa e queria morrer ali, nem se fosse para passar os últimos dias de sua vida na cama. Mas não teve outro jeito, Rafinha estava de olho naquele seu imóvel, pois no fundo mesmo, ele queria muito alugá-lo para fortalecer a sua renda pessoal.

Passaram-se alguns meses e infelizmente, Dona Zileuda veio a falecer já estando nas dependências de um hospital-asilo. Um ano depois, quando tudo já estava nos conformes e o imóvel já herdado por Rafinha, a casa de Dona Zileuda, que tanto ela  amava em vida, foi então alugada para um grupo de Médicos recém chegados de outra cidade, montarem uma espécie de Clínica, que funcionaria normalmente em horário comercial, durante os dias da semana.

Vale lembrar que eles jamais conheceram a Dona Zileuda em vida, inclusive seus funcionários.

Numa segunda-feira de manhã, quando a recepcionista abriu a porta, se deparou com uma velha sentada em uma das cadeiras de espera, logo na sala da recepção. Ela levou um tremendo susto, pegou o seu celular imediatamente para tirar uma foto e perguntou para aquela velha: - Minha nossa! Alguém deve ter esquecido a senhora aqui dentro na última sexta-feira e trancado a Clínica... Provavelmente a senhora estava no banheiro, não estava?

A velha então olhou firmemente para ela e disse: - Moça, fique tranquila... Eu simplesmente estou na minha casa...

E em segundos, ela desapareceu num piscar de olhos. A recepcionista em estado de choque ligou imediatamente para os seus patrões e contou o que havia presenciado. Assim que eles chegaram para acalmá-la, ela tentou confirmar o fato mostrando-lhes a foto capturada em seu celular, porém, nenhuma pessoa havia saído naquela imagem. Havia somente uma cadeira vazia...

A recepcionista havia visualizado o espírito da verdadeira proprietária daquela casa, ou melhor, o fantasma de Dona Zileuda...

                              

8 comentários:

  1. Já ouvi tantas histórias como esta, que às vezes chego a pensar se as pessoas podem mesmo se manifestar, depois de mortas... quem sabe?

    ResponderExcluir
  2. É Devaneos, eu também...
    Vou ainda te falar uma coisa: eu acredito fielmente nisso...
    Essa história em particular foi me contada por uma fonte muito confiável...

    ResponderExcluir
  3. Ola! Tudo Bem! Me nome é Zé Barto
    e visitei o seu blog e gostei muito. Entrei como
    Seguidor se não se importa. Parabéns pelo seu blog
    e boa sorte. O meu amigo Ulisses Sebrian também gostou e
    esta seguindo.
    Gostamos de literatura.
    Ele é autor de 9 romances disponíveis em meus blogs.
    Ah!Também tenho 4 blogs e gostaria que o visitasse.
    E se possível entrar como seguidor. Obrigado
    Os meus blogs são:
    http://truquedevida.blogspot.com.br/
    http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
    http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
    http://concientein.blogspot.com.br/
    E o blog meu.
    http://zebarto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zé Barto,
      Obrigado pelas palavras e seja sempre bem-vindo por aqui !
      Vou lá conhecer o seu blog e te seguir também
      (inclusive esse links aí do amigo Ulisses)...
      Grande abraço !!!

      Excluir
    2. Olá adorei seu blog,Com certeza o espirito da dona Zuleica esteve lá.
      Bjus.

      Excluir
    3. Nelma, também acho isso...
      Obrigado pela visita, seja bem-vinda e volte sempre!
      Bjs

      Excluir
  4. De acordo com oq acredito, o espírito de Dona Zileuda foi fazer uma visitinha a sua amada casa realmente!!! Amei o Blog, excelentes histórias , parabéns.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Makerle, com certeza foi isso mesmo que aconteceu... Obrigado por visitar o blog e volte sempre!

    ResponderExcluir